UMA REVISTA ELETRÔNICA QUE FOCALIZA O GÊNERO WESTERN

7 de outubro de 2011

“FÚRIA NO ALASCA” – VÍDEOCLIP COM LETRA E MÚSICA – JOHNNY HORTON


video
Johnny Horton foi um dos maiores nomes da country-music e sua gravação de “North to Alaska” é um excelente exemplo de seu talento como cantor. Horton nasceu em 1929 e aos 22 anos fazia parte do grupo de cantores que acompanhava Hank Williams, seu mentor musical. Quando Hank faleceu, aos 29 anos, em 1.º de janeiro de 1953, Horton tornou-se um dos principais nomes da country-music. Johnny Horton se casou com Billy Jean, a viúva de Hank Williams, em setembro de 1953. No dia 5 de novembro de 1960 Johnny Horton faleceu num desastre de automóvel no Texas, deixando Billy Jean viúva de um grande astro da música pela segunda vez e uma enorme lacuna na universo da música country. “North to Alaska” é o tema de abertura de “Fúria no Alasca”, western que foi lançado nos Estados Unidos no dia 7 de novembro de 1960, dois dias após a morte de Johnny Horton que não viveu para presenciar o sucesso dessa gravação que atingiu o 1.º lugar no Hit Parade da Country-Music e o 4.º lugar do Billboard em fevereiro de 1961.


PROGRAMAS DE CINEMA EM SÃO PAULO
EM ABRIL DE 1961


Quando “Fúria no Alasca” foi lançado no Cine Marrocos, em São Paulo, o espectador podia escolher entre estes bons programas:


“Spartacus” (Kirk Douglas), fazendo carreira no Cine Rio Branco

“Rastros de Ódio” (John Wayne) em reprise no Cine Art-Palácio

“Proibido!” (de Samuel Fuller) no Cine Bandeirantes

“Sete Homens e um Destino” (Yul Brynner) no Cine Hollywood

“O Sol por Testemunha” (Alain Delon) no Cine Olido

“Europa à Noite” (documentário) no Cine Normandie

“Quem era Aquela Pequena” (Tony Curtis) no Cine Ipiranga

“Encruzilhada dos Facínoras” (Jeff Chandler) em reprise no Cine Boulevard

“O Ponto Fraco das Mulheres” (com Alain delon) em programa duplo no Cine Boulevard

“Um Raio de Luz” (com Marisol e Anselmo Duarte) no Cine Rivoli

“Só com Véu e Grinalda” (Monica Vitti) no Cine Mônaco

“A Múmia Azteca” (com Rosita Arenas) no Cine Áurea

“O Amor de sua Vida” (com Ernest Borgnine) no Cine República

“Ladrão de Beijos” (com Akira Takarada) no Cine Jóia

2 comentários:

  1. Incrivel, Darci, como estas manchetes do jornal é igualzinha às daqui da Bahia. Eu guardava todos estes do sábado, porque as programações eram iniciadas na 2a e no sábado saiam os filmes a passar.
    E desta lista que fez eu somente não vi os 4 ultimos.
    Cristo, Darci!!! Como conseguiu exemplar tão antigo e que me trouxe tantas recordações?! Eram exatamente assim as propagandas de meu jornal "A Tarde". Com manchetes (cartazes) chamativas tais quais estes.
    Que beleza! Voltei uns 50 anos atrás ao ver isto! Como é bom! Que bons tempos vivemos!
    "Europa de Noite" e "Mundo Cão", que teve 1 e 2, eram impróprios até 18. E eu entrei porque falsificava a idade nas carteiras de estudante para entrar em filmes proibidos. Filmes que na verdade, comparados com o que passa hoje na TV, deveriam ser livres. Na Internet, aberto a quem queira, tem tudo o que se desejar ver. Então na nossa época a rigorosidade era demais! Demais e até certo ponto construtiva, boa, educativa e muito correta. Olhe em que homens nos transformamos. Não é verdade?
    Puxa! Como me sinto vivo. Vivo, mas saudoso.
    jurandir_lima@bol.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá - Parabéns pelos trabalhos apresentados.Depois que descobri dou uma passeada por aqui. Sempre lendo e, inclusive, os comentários. Mas, se possível, fale algum dia só sobre o filme " encruzilhada dos facínoras". Bem ou mal mas fale. É que tenho na memória, gostei demais mas nunca ouvi e nem li mas nada a respeito. E aqui, hoje ele aparece. Muito Obrigado.

    ResponderExcluir