UMA REVISTA ELETRÔNICA QUE FOCALIZA O GÊNERO WESTERN

12 de agosto de 2011

CANTINFLAS, UM COWBOY ATRAPALHADO


Mario Moreno, o Cantinflas começou a fazer o mundo rir no cinema em 1937 e só parou 51 filmes depois, em 1982. Entre tantos personagens, Cantinflas foi bombeiro, fotógrafo, porteiro, policial, toureiro, padre, médico, figura histórica como Napoleão, literárias como Romeu, Sancho Panza, D’Artagnan e até cowboy. Quando participou de “A Volta ao Mundo em 80 Dias”, em 1956, um dos segmentos da longa viagem ao redor do mundo passa-se no Velho Oeste e por pouco ‘Passepartourt’ (Cantinflas) não morre sacrificado numa fogueira acessa pelos índios, atrasando ainda mais a viagem do seu patrão, o apostador Philleas Fogg (David Niven). Porém Cantinflas foi um mocinho pra valer, ainda que mais atrapalhado que nunca, em “Por mis Pistolas”, comédia de 1968 dirigida por Manuel M. Delgado. Nesse western Cantinflas interpreta Fidencio Barrenillo, um dentista da fronteira mexicana que descobre velhos títulos de propriedade de uma mina de prata deixada como herança por seu bisavô. A mina fica no Arizona e Fidencio parte em busca da sonhada riqueza. Ao cruzar a fronteira Fidencio é aprisionado pelos apaches para ser morto na fogueira, outra vez... Para sorte de Fidencio, o chefe apache Caballo (Manuel vergara) está com uma tremenda dor de dente que é curada pelo estabanado mas esperto cowboy. Fidencio vira herói e é adotado pelos índios que se tornam seus amigos que passam a chamá-lo de ‘El Brujo Mano Santo’. Continuando na procura da mina, Fidencio faz uma parada no rancho de parentes seus, os Sanchez, onde conhece a bela jovem Lupita Sanchez (Isela Vega). O herói só não esperava se encontrar com o terrível bandolero Pat O’Connor (Jorge Rado) que também dará muito trabalho a Fidencio. Essa experiência de Cantinflas numa comédia-faroeste foi resultado do grande sucesso que faziam os westerns spaghetti em países latinos e o México, a sua maneira, produziu muitos faroestes.

Mário Moreno, o Cantinflas, nasceu no dia 12 de agosto de 1911 e portanto estaria completando 100 anos de vida no dia de hoje. Considerado o maior cômico mexicano de todos os tempos, Cantinflas faleceu em 20 de abril de 1993, de câncer nos pulmões.
Isela Vega. À direita Isela com Warren Oates.
ISELA VEGA - Em “Por Mís Pistolas” Cantinflas contracena com Jorge Rado (que foi ator coadjuvante em “Meu Ódio Será Sua Herança”, de Sam Peckinpah) e com a caliente Isela Vega. Essa belíssima atriz mexicana é conhecida dos fãs de westerns por suas participações em “Barbarossa”, 1982 (protagonizado por Willie Nelson e ainda com Gilbert Roland); “Joshua”, 1976 (com Fred Williamson); “The Deadly Trackers”, 1973 (com Richard Harris). Seu filme norte-americano mais famoso foi “Tragam-me a Cabeça de Alfredo Garcia”, de 1974, dirigido por Sam Peckinpah, em que ela interpreta Elita, a companheira de Warren Oates.

Passepartout em "A Volta ao Mundo em 80 Dias"

Um comentário:

  1. Se Isela Vega ainda era aquela mulher linda em 1974, no filme Tragam-me a Cabeça de Alfredo Garcia, como não deveria estar em 1968, no faroeste com Cantinflas! Posso imaginar!
    Assisti a mais de duas dezenas de filmes com Cantinflas, mas não vi este faroeste.
    Quase todos os seus filmes eram de Miguel M.Delgado, e não sei como eu conseguia acompanhar as legendas das falas do ator, já que ele falava pelos cotovelos. Em O Telegrafo, por exemplo, acho que era este o titulo do filme onde ele passa telegramas, ele fala sem parar. E nós, crianças, nos divertiamos a valer com suas bobagens. Quanta inocencia!!!
    Soube que era um homem de posses e que ajudou muita gente. E deve ter tido uma vida muito boa, já que parecia ser um homem feliz da vida, assim como teve uma vida longa.
    Não recordo bem dele em A Volta ao Mundo...pois é um filme de 1956 e somente o vi no lançamento. Deveria ter 12 ou 13 anos. E ia ao cinema apenas por vicio, por divertimento, sem preocupações com enredos ou o que fosse, pouco entendendo do que se passava.
    Mas foi uma época feliz, também, de minha vida, como o deve ter sido de todos que viveram aqueles anos dourados.
    jurandir_lima@bol.com.br

    ResponderExcluir