UMA REVISTA ELETRÔNICA QUE FOCALIZA O GÊNERO WESTERN

16 de julho de 2014

OS MUITOS BILLY THE KIDS DO CINEMA


Um dos mais lendários personagens do Velho Oeste, Billy the Kid era o apelido do fora-da-lei que na vida real foi chamado de William Bonney ou Henry McCarthy ou ainda William Antrim. Assim como os nomes que usou na sua curta existência de 21 anos, foram muitos os autores que escreveram sobre sua vida. E como não poderia deixar de ser o cinema se aproveitou do forte apelo que o nome ‘Billy the Kid’ adquiriu junto ao público, ainda que demorasse um pouco a fazê-lo, o que só ocorreu em 1930. William Bonney foi dado como morto, assassinado por Patrick Floyd Garrett (Pat Garrett), em 14 de julho de 1881. Esta postagem traz os filmes em que Billy the Kid foi personagem principal e ainda outros em que, mesmo como personagem secundário, Billy foi interpretado por atores conhecidos.

Johnny Mack Brown - Muitas referências são feitas ao ‘short’ “Billy the Kid”, de 1911, em que Billy é interpretado pela atriz Edith Storey. Ocorre que a ‘Billy’ desse filme dirigido por Lawrence Trimble e estrelado por Tefft Johnson, é uma menina criada como se fosse um garoto (kid), numa história que nada tem a ver com o lendário personagem. O equívoco advém do oportunista título do filme que deve ter enganado as plateias daquele tempo. Somente em 1930 é que Hollywood produziria a primeira versão da vida de Billy the Kid no filme “O Vingador” (Billy the Kid), dirigido por King Vidor e com roteiro baseado no livro ‘The Saga of Billy the Kid’, escrito em 1926 por Walter Noble Burns. Romanceando a vida do jovem bandido, o livro de Burns foi a principal referência utilizada por roteiristas para contar as desventuras de William Bonney. O filme contou com uma espécie de consultoria de William S. Hart, o maior cowboy da fase inicial do cinema. Hart era colecionador de armas e em sua coleção estavam os revólveres de Billy the Kid, que Hart emprestou para Johnny Mack Brown utilizar em “o Vingador”. Este foi o primeiro filme de Brown depois que sua carreira foi destruída pelo magnata William Rudolph Hearst. Johnny Mack Brown estava com 26 anos quando interpretou Billy the Kid e Wallace Beery foi o primeiro Pat Garrett do cinema.

Na foto menor, durante as filmagens de "O Vingador", William S. Hart
conversa com Johnny Mack Brown; ao lado Brown e Wallace Beery;
com Johnny Mack Brown no pôster a atriz Kay Johnson.

***

Roy Rogers – Em 1938 o nome Billy the Kid retornaria às telas quando um cowboy muito parecido com Billy the Kid é confundido com o famoso bandido. Esse cowboy é Roy Rogers, o jovem astro da Republic Pictures que interpreta o sósia de Billy the Kid no western B “A Volta de Billy the Kid” (Billy the Kid Returns) da série ‘Roy Rogers’. Seria muito fácil perceber que o cowboy não poderia ser Billy the Kid pois este não cantava e Roy Rogers canta a todo momento no filme. Com direção de Joseph Kane, o personagem Pat Garrett aparece nesta aventura vivido pelo ator Wade Boteler. 27 anos era a idade de Roy Rogers quando foi ‘confundido’ com Billy the Kid.

Acima Roy Rogers com Wade Boteler; abaixo com Mary Hart.

***

Bob Steele - O pequeno estúdio Producers Releasing Company (PRC) percebendo que poderia explorar a mística do nome ‘Billy the Kid’, criou uma série sobre o personagem, série interpretada por Bob Steele. Foram seis westerns-B com o pequeno ‘Battling Bob’ como Billy the Kid, todos filmados entre os anos 1940-1941, quando o ator estava com 33 anos. O primeiro filme da série teve o título “Billy the Kid Outlawed”. Em 1941 Bob Steele se juntou a Tom Tyler e a Rufe Davis, para completar os três mocinhos amigos da serie The Three Mesquiteers e abandonando o personagem Billy the Kid, passou a ser ‘Tucson Smith’ na nova série.

No pôster de "Billy the Kid Outlawed", Bob Steele luta com John Merton.

***

Robert Taylor – Outra vez baseando-se no fantasioso livro de Walter Noble Burns, em 1941 foi a vez da Metro-Goldwyn-Mayer filmar a vida de Billy the Kid. O filme intitulou-se “Gentil Tirano” (Billy the Kid) e a ideia certamente era repetir o sucesso de “Jesse James” levado à tela com Tyrone Power e Henry Fonda. Contratado da MGM, Robert Taylor foi Billy the Kid naquele que seria o primeiro de uma série de westerns na carreira do principal galã da Metro. Os nomes dos personagens que se envolveram com Billy the Kid em “Gentil Tirano” diferem dos verdadeiros e Pat Garrett dá lugar a um certo Jim Sherwood, interpretado por Brian Donlevy. A direção ficou a cargo de David Miller e Robert Taylor estava com exatos 30 anos quando esta versão foi produzida.


***

Jack Buetel – Um dos faroestes de produção mais acidentada de todos os tempos foi “O Proscrito” (The Outlaw), que começou a ser rodado em 1940 e enfrentou toda sorte de dificuldades. Uma delas foi a ação que a MGM moveu contra o produtor-diretor Howard Hughes tentando impedir a realização do filme cujo personagem era o mesmo de sua produção “Gentil Tirano”, com Robert Taylor. Com 15 dias de filmagens de “O Proscrito”, o diretor Howard Hawks abandonou o filme que passou a ser dirigido pelo próprio Howard Hughes. O estreante Jack Buetel, de 25 anos, foi Billy the Kid, enquanto o experiente Thomas Mitchell interpretou Pat Garrett em “O Proscrito”, que teve ainda a presença do personagem Doc Holliday feito por Walter Huston. A censura resolveu proibir o filme nos Estados Unidos e não porque o western de Hughes mostrasse Billy the Kid como um assassino covarde. A censura estava mesmo preocupada era com a exuberância da também estreante Jane Russell. Uma dos cartazes de publicidade do filme perguntava: “Quais são as duas razões para Jane Russell se tornar uma estrela?” O excesso de sadismo do filme fez com que “O Proscrito” só pudesse ser exibido em 1947.

O famoso pôster com Jane Russell deitada na palha; ao lado Jack Buetel;
abaixo Thomas Mitchell olha Walter Huston agarrando Jack Buetel;
Jane Russell e Jack Buetel.

***

Buster Crabbe - Depois dessas duas versões mais caras, a série Billy the Kid voltou a ser produzida pela PRC, desta vez interpretado por (Larry) Buster Crabbe, que vinha do enorme sucesso junto aos fãs das matinês com os seriados de ficção-científica Flash Gordon e Buck Rogers. O ex-campeão olímpico de natação Buster Crabbe estava com 31 anos em 1941, quando fez “Billy the Kid Wanted”, o primeiro de uma série de doze westerns como Billy the Kid. E tudo ia muito bem, com a garotada elegendo um novo ídolo com as aventuras do ‘mocinho’ Billy the Kid, isto até que pais mais preocupados com a educação de seus filhos pressionaram líderes comunitários, igrejas e governos para que Buster Crabbe deixasse de interpretar o lendário bandido. Como resultado a PRC mudou o nome do personagem de Buster Crabbe para ‘Billy Carson’, desaparecendo com Billy the Kid.

Após ser obrigado a abandonar o nome 'Billy the Kid', Buster Crabbe
prosseguiu sua série de westerns na PRC como 'Bill Carson';
a atriz do pôster é Kay Hughes.

***

Audie Murphy – Em seu início de carreira Audie Murphy interpretou três bandidos famosos: Jesse James, Bill Doolin e William Bonney, este no primeiro dos muitos westerns que Murphy viria a fazer. O filme se chamou “Duelo Sangrento” (The Kid from Texas) e segue a tendência de tornar Billy the Kid uma vítima do destino e não propriamente um bandido. A direção coube a Kurt Neumann e o ator Robert Barrat interpretou o General Lew Wallace, governador do Território do Novo México. Misto de militar, político e escritor, Wallace foi o autor de “Ben-Hur”, romance levado com sucesso ao cinema em duas versões (1925 e 1959). Desta vez quem fez Pat Garrett foi Frank Wilcox. Audie Murphy foi o ator mais jovem a interpretar Billy the Kid, pois o herói de guerra estava com 24 anos em 1950 quando o filme foi produzido.



***

Don Barry – Quatro meses depois do lançamento de “Duelo Sangrento”, em 1950, Billy the Kid voltou ao cinema em “I Shot Billy the Kid”, no qual Don (‘Red’) Barry interpreta William Bonney. Este western B com 57 minutos de duração teve a direção de William Berke e Pat Garrett foi interpretado por Robert Lowery. O diminuto Don Barry que havia sido um dos intérpretes de ‘Red Ryder’ na Republic Pictures, não só atuou mas também produziu “I Shot Billy the Kid”, isto quando estava com 38 anos.


***

Scott Brady“O Último Matador” foi o título em Português de “The Law vs. Billy the Kid”, que William Castle filmou em 1954. Quem interpretou William Bonney desta vez foi Scott Brady que no mesmo ano havia sido outro ‘Kid’, o ‘Dancin Kid’, em “Johnny Guitar”, o western clássico de Nicholas Ray. Brady estava com 29 anos quando estrelou “O Último matador”, filme em que Pat Garrett foi interpretado por James Griffith. O espanhol Martin Garralaga, que já havia feito parte do elenco de “O Proscrito”, participa de “O Último Matador”.

Na foto menor Scott Brady com o 'Pat Garrett' James Griffith.

***

Anthony Dexter – A próxima aparição de Billy the Kid no cinema foi em 1957, no western intitulado “Destino Violento” (The Parson and the Outlaw), com direção de Oliver Drake. Anthony Dexter já havia interpretado Rudolph Valentino na cinebiografia do famoso astro do cinema mudo e foi escolhido, aos 44 anos, para ser o novo Billy the Kid. Está certo que em “Destino Violento” Pat Garrett, que foi interpretado por Bob Duncan, ajuda a contar a história falsa da morte de Billy the Kid que reaparece anos depois. Mas mesmo assim o cinema mostrava o jovem bandido cada vez mais velho...

Acima Anthony Dexter com Sonny Tuffs e Bob Steele, um ex-'Billy the Kid';
abaixo na foto menor Marie Windsor; Marie e Anthony Dexter;
na foto a direita Anthony Dexter, o mais dandy dos 'Billy the Kids'.

***

Paul Newman – Exibido no Brasil como “Um de Nós Morrerá”, o primeiro filme de Arthur Penn originalmente intitulado “The Left-Handed Gun” é, até hoje, a mais controvertida versão cinematográfica sobre a vida de Billy the Kid. O filme de Penn, de 1958, foi baseado no teleplay “The Death of Billy the Kid”, de autoria de Gore Vidal que, quando exibido na televisão em 1955, foi protagonizado por Paul Newman. O próprio Newman, aos 33 anos, voltou a interpretar o mais atormentado de quantos Billy the Kids foram vistos na tela, enquanto John Dehner foi Pat Garrett. E o ator Martin Garralaga, pela terceira vez, participa de um filme sobre Billy the Kid.

Na foto acima Paul Newman e John Dehner, ambos sacando suas armas.

***

Chuck Courtney – Em 1966 o veterano diretor William Beaudine teve a audácia de colocar Frankenstein frente a frente com Jesse James em “Jesse James Contra a Filha de Frankenstein”. Não satisfeito, nesse mesmo ano Beaudine fez Billy the Kid enfrentar o mais famoso vampiro da Transilvânia em “Billy the Kid Contra Drácula” (Billy the Kid Versus Dracula). É o Conde Drácula (John Carradine) quem viaja para o Velho Oeste e não Billy que vai ao castelo do personagem criado por Bram Stoker. Ainda que a intenção de Beaudine fosse fazer filmes comerciais, ambas bizarras aventuras tornaram-se cults com o efeito Shockorama e tudo mais. Chuck Courtney tinha 36 anos quando aceitou atuar neste atentado de Beaudine. Courtney se redimiu atuando em três filmes estrelados por John Wayne: “Eldorado”, “Rio Lobo” e “Os Cowboys”.

Chuck Courtney com John Carradine em duas fotos; abaixo, à esquerda,
Chuck Courtney ladeado por Roy Barcroft, o mais famoso bandido da
Republic Pictures,  Olive Carey (atriz de "Rastros de Ódio") e, deitada,
Melinda Plowman.

***

Peter Lee Lawrence – O euro-western deu sua contribuição à lenda de Billy the Kid com “O Homem que Matou Billy the Kid” (El Hombre que Mató a Billy the Kid), em 1967. O ator alemão Peter Lee Lawrence (23 anos) interpretou William Bonney e o romano Fausto Tozzi foi Pat Garrett. Três anos antes, em 1963, no México, Gaston Sands protagonizou o bandido norte-americano em “A Bullet for Billy the Kid”, com o norte-americano Steve Brodie no elenco. Em 1970 o México voltou a produzir um filme sobre a vida de Billy the Kid com o spaghettiano título “Su Precio... Unos Dolares”, com Rodolfo de Anda (27 anos), como William Bonney.


***

Michael J. Pollard – Após se tornar conhecido por seu trabalho em “Uma Rajada de Balas” (Bonnie & Clyde), Michael J. Pollard interpretou Billy the Kid. O filme de 1972 teve o título “Dirty Little Billy” e mostra um William Bonney meio idiotizado sendo levado a cometer seu primeiro crime. Esta versão recebeu excelentes críticas, sendo um acurado retrato da trajetória de Billy the Kid. Aos 33 anos de idade Pollard talvez tenha sido o mais perfeito retrato cinematográfico de Billy the Kid. Este western vale ainda pela bela fotografia, sendo dirigido pelo ex-diretor de comerciais Stan Dragoti. O elenco traz ainda Gary Bussey e Nick Nolte em início de carreiras.


***

Geoffrey Deuel
Filme de John Wayne – “Chisum, Uma Lenda Americana” (Chisum) não conta a história de Billy the Kid, mas mostra o cenário no qual Billy cometeu alguns de seus crimes: a guerra entre os criadores de gado do Condado de Lincoln. Diversos personagens que se relacionaram com Billy the Kid estão presentes neste western dirigido por Andrew V. McLaglen e rodado em 1970, em que John Wayne interpreta John Chisum. Glenn Corbett ficou com o papel de Pat Garrett e Geoffrey Deuel (27 anos) foi o Billy ‘the Kid’ Bonney. Deuel atuou mais na TV que no cinema.

Geoffrey Deuel com John Wayne numa cena de "Chisum".

***

Kris Kristofferson – Em 1973 Sam Peckinpah já era reputado como um dos grandes diretores de westerns do cinema norte-americano. E foi nesse ano que Peckinpah filmou sua versão da vida de Billy the Kid (Kris Kristofferson), com igual importância para o personagem Pat Garrett (James Coburn). “Pat Garrett & Billy the Kid” foi o título deste filme com muitas sequências praticamente copiadas de “Um de Nós Morrerá”, de Arthur Penn. Kris Kristofferson estava com 37 anos quando interpretou o jovem William Bonney. James Coburn criou um insuperável Pat Garrett neste filme valorizado pela música de Bob Dylan.

Nas fotos Kris Kristofferson e James Coburn.

***

Emilio Estevez – Billy the Kid retornaria ao cinema em 1988 no apropriadamente intitulado “Os Jovens Pistoleiros” (Young Guns), de Christopher Cain. Emilio Estevez, aos 26 anos, interpretou Billy the Kid, enquanto Patrick Wayne foi Pat Garrett. Esse western teve uma sequência em 1990 com um título mais apropriado ainda: “Jovens Demais para Morrer” (Young Guns II), com direção de Geoff Murphy e mais uma vez Patrick Wayne como Pat Garrett. James Coburn participa como John Chisum.

O grupo de jovens pistoleiros, formado por Kiefer Sutherland, Charlie Sheen,
Lou Diamond Phillips, Emilio Estevez, Dermot Mulroney e Casey Siemaszko.

***

Val Kilmer – Feito para a TV em 1989, a história de William Bonney foi revisitada em “Billy the Kid – A Lenda” (Billy the Kid), protagonizado por Val Kilmer. A direção deste TV-movie coube a William A. Graham e o assassino de Billy the Kid (Pat Garrett) foi interpretado por Duncan Regehr. Curiosidade é a presença de Gore Vidal, autor do roteiro, como um padre. Val Kilmer tinha 29 anos quando este filme foi produzido.


***

Robert Shrimplin - Com o explicativo título “Birth of a Legend: Billy the Kid & The Lincoln County War”, foi produzida em 2011 a mais recente versão do fatos que levaram William Bonney a se tornar o mais conhecido bandido norte-americano do século XIX. Andrew A. Wilkinson dirigiu e Robert Shrimplin interpretou Billy the Kid.




BILLY THE KID NA TV BRASILEIRA


Evandro Mesquita – Tendo como modelo os melhores tempos da Atlântida com as impagáveis paródias, no Brasil, em 2006, Evandro Mesquita foi Billy the Kid travestido de mulher (Henaide), sempre ao lado do Jesse James também travestido (Denaide) e interpretado por Kadu Moliterno. Ambos são fugitivos da Justiça na novela “Bang Bang” exibida em 2006 numa tentativa da TV brasileira (Rede Globo) de reviver o gênero western. Sidney Magal como Zorro define sarcasticamente a produção ao repetir diversas vezes: “O Velho Oeste já não é mais aquele! Não é mais aquele...”

Kadu Moliterno (Jesse James) e Evandro Mesquita (Billy the Kid);
à direita Jece Valadão, Tarcísio Meira e Sidney Magal;
abaixo Paulo Miklos e Evandro Mesquita; Fernanda Lima.

6 comentários:

  1. maravilhosa pesquiisa

    parabens

    namaste

    mrlx

    ResponderExcluir
  2. para baixar o filme de 41 com robert taylor:

    links:

    https://mega.co.nz/#!LNkmnLKZ!MCFPo0h2ufzaVuP5rAfzwHybbZU36GjtwuU_I9vs-Ag

    senha: PgM

    Subtítulo em espanhol:
    https://mega.co.nz/#!6RVkCCCY!QGKxxlZTPec4l9X0Edp2D0MKgtsSMel4WYHWyUOZFm8

    ResponderExcluir
  3. OI, DARCI!
    SE NÃO ME ENGANO EM "JOVEM DEMAIS PARA MORRER", PAT GARRET GANHOU UM NOVO INTERPRETE, WILLIAM PETERSEN, O FUTURO ASTRO DE CSI (LAS VEGAS). SHOW DE BOLA A MATÉRIA, NÃO ESQUECEU NEM DAS "ZICAS", INCLUSIVE A BRASILEIRA. RS. ABRAÇOS.
    ROBSON

    ResponderExcluir
  4. Olá, Robson
    Você tem razão, o Pat Garrett de Young Guns II é William Petersen, ator que não conheço apesar da série CSI.
    Abraço do Darci

    ResponderExcluir
  5. Olá Darci !! Bela matéria sobre Billy . Completa , até novela da Globo ! Abraços !!

    ResponderExcluir
  6. Seu Blog É Muito Bom,Parabéns Excelentes Matérias Sobre Atores E Personagens Do Faroeste..!

    ResponderExcluir