UMA REVISTA ELETRÔNICA QUE FOCALIZA O GÊNERO WESTERN

12 de novembro de 2012

DJANGO DE TARANTINO ESTÁ CHEGANDO - CONTAGEM REGRESSIVA


Está anunciado para o dia 18 de janeiro de 2013 a estréia no
Brasil de "Django Livre" (Django Unchained), western dirigido
por Quentin Tarantino. Com a escassez de faroestes no cinema
atual este é muito aguardado, não só pelo diretor, mas também
pelo grande elenco. Enquanto não chega esse raro western,
vamos assistir ao trailler:



12 comentários:

  1. MANDA QUEM PODE. OBEDECE QUEM TEM JUIZO. SEE YOU IN JANUARY>

    ResponderExcluir
  2. Oi, Darci

    Em geral, gosto dos filmes de Tarantino.
    Será que esse filme vai ser bom? Creio que não é um faroeste sério.
    Vamos ficar na surpresa até a estréia.
    Abraços

    Janete

    ResponderExcluir
  3. Olá, Janete - Tarantino tem crédito e muito. Ele é surpreendente. Há um filme dele pouco falado chamado À Prova de Morte, com Kurt Russell que é uma deliciosa brincadeira sobre o poder feminino. E Bastardos Inglórios é extraordinário. Gosto do ritmo alucinado dos filmes dele. E para não negar as origens Quentin é admirador dos spaghetti-westerns. Vamos esperar para ver o que dá a macarrônica mistura com Molho à Tarantino. Quanto ao Django dele ser sério, apesar dos nomes envolvidos ele estaria traindo o gênero (ou subgênero) se fizer um western sério. - Um abraço do Darci

    ResponderExcluir
  4. José Fernandes de Campos17 de novembro de 2012 21:40

    La vem mais uma porcaria. Não tem um filme do Tarantino que eu goste. Não vai faltar o mocinho sendo sodomizado, no duelo final o ocinho disparta as seis balas no vilão, o amigo não é fiel e todos os cliches vão estar presentes. Enfim não pago um tost~]ao para ver um filme de Tarantino. TODOS SÃO PORCARIA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Zé. Não te vi hoje. Muita coincidencia você ter escrito antes de mim. Estou lendo os artigos e me chamou a atenção você ter comentado sobre o Tarantino. Como você disse tudo uma M. Não tem nada que salve, eu acho que o melhor foi o filme CSI, achei o maximo. Desculpe-me mas você esqueceu de falar que a mocinha vai ser currada, o melhor amigo é um negro rejeitado pela sociedade do Oeste, vai ser maltratado as pampas e no final deve ser amante do cowboy. Enfim, roteiro e situações ridiculas. Vamos marcar na terça. Valeu

      Excluir
  5. Darci,

    Sinceramente, não estou muito a fim de perder essa “estreia”; já sei mais ou menos o que esperar, acho que, assim como quase todos nós. Gosto dos filmes do Tarantino, que não podemos negar, têm estilo. Quem conhece seu trabalho reconhece-o eventualmente sem dificuldade. Agora sobre essa coisa de profundidade, acredito que não seja mesmo o que ele busca. Não sou adepto de todo besteirol que se oferece por aí em vários campos, mas esse caso não é tão grave. É diversão mesmo. Mas ao menos bem feita. E ainda tem o Franco Nero, o ícone do eurowestern e do Django original.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Olá, Vinicius - Como westerns viraram raridade torna-se quase uma obrigação ver o Django de Tarantino. Os filmes dele não agradam a todos os gostos, mas inegavelmente são muito criativos e alguns são decididamente cinema de alto nível, como Pulp Fiction e Bastardos Inglórios. Mas não acredito que esse Django venha a entrar para alguma lista de melhores westerns. Kevin Costner quase que participou desse Django e o que seria interessante mesmo era ver Kevin repetir a dose do excelente Pacto de Justiça. - Um abraço do Darci

    ResponderExcluir
  7. Caro Editor,
    Também não sou fã dos filmes de Tarantino. Mas o trailer me deu, sim, a impressão de que "Django Livre" me manterá estimulada, interessada. Conto com essa promessa de boa sessão de cinema. Pena a beleza cosmética do Titanic Boy prosseguir glamourizando com o prejuío de nublar a pulsão dramática. Ainda bem que o talento não se emudece total nos dicaprianos cachos ao vento. Espero janeiro 2013. Aguardo Django com D Mudo. Deliciosa a brincadeira linguística do soletrante! Vivo, até lá, a boa vigília. Vamos juntos, nós os comentaristas blogueiros, somos 07 até agora, ver Django em seu figurino sulista? Cibele

    ResponderExcluir
  8. Olá, Cibele - Creio que muita gente irá ao cinema para ver esse faroeste à Tarantino. Mas veja que nem todos pensam assim, como os amigos José Fernandes e Tito Varela. Torço para que seja uma surpresa até para quem não gosta de QT e de faroestes. - Darci

    ResponderExcluir
  9. o genero faroeste , me faz sentir o heroi , não importa se o bandido ou o mocinho, nas mãos de tarantino fica muito mais real a fantasia

    ResponderExcluir
  10. Assisti , gostei e já está entre os meus dez filmes de Westerns preferidos : Sou fan de Franco Nero e gostei de ver sua participação no filme , pena que foi muito pequena ; Quanto ao filme gostei, muita ação e teve um excelente final : Bandido bom é bandido morto !!! Abraços meu amigo Darci Fonseca

    ResponderExcluir
  11. Quentin Tarantino é um dos grandes estilitas desse século. Ele realizou alguns filmes muito bons, sim, como Bastardos Inglorious, Pulp Fiction, citados pelo editor do blog. Outros nem tanto, realmente, omde apela exageradamente para a violência. O senhor José Fernandes não gosta de criativaidade mesmo, parou no tempo e está ficando gagá bem rápido.

    Mister Bean, Westernmaníaco.

    ResponderExcluir