UMA REVISTA ELETRÔNICA QUE FOCALIZA O GÊNERO WESTERN

15 de agosto de 2012

BEULAH ARCHULETTA – CENTENÁRIO DE NASCIMENTO DE UMA POUCO CONHECIDA ATRIZ


“Rastros de Ódio”, a obra-prima de John Ford tem em seu elenco diversas personagens femininas. A mais importante delas é Martha (Dorothy Jordan) cunhada de Ethan Edwards (John Wayne). Debbie, uma das filhas de Martha e Aaron (Walter Coy) é interpretada por Lana Lisa Wood quando pequena e por Natalie Wood quando adolescente e resgatada aos índios comanches. Lana e Natalie eram irmãs na vida real. Lucy (Pippa Scott) é a outra filha de Martha e Aaron. A família de suecos têm Mrs. Jorgensen (Olive Carey) e sua filha Laurie (Vera Miles). Durante a longa jornada de Ethan e Martin Pawley (Jeffrey Hunter) em busca de Debbie, entra em cena uma atriz chamada Beulah Archuletta.


PERSONAGEM HUMILHADO - John Ford gostava de colocar em seus filmes alguns momentos cômicos que muitas vezes destoavam devido à mão um tanto pesada que o diretor tinha para comédia. O episódio em que Martin Pawley saí do acampamento comanche ‘casado’ com a gorducha ‘Wild Goose Flying in the Sky’ é uma constatação da dificuldade de Ford para esses momentos. A índia passa a ser chamada de Look por Ethan e Martin e o que era para ser uma sequência de comicidade adquire o tom trágico de exacerbado racismo e constrangedora humilhação. Quem interpreta Look é Beulah Archuletta, atriz de origem nativa e que teve em “Rastros de Ódio” sua melhor participação na sua curta carreira no cinema.

ESTRÉIA NUM FILME DE BOGART - Beulah W. Archuletta nasceu no dia 16 de agosto de 1912, no Estado do Arkansas. Mudou-se para o Novo México e mais tarde para Los Angeles onde tentou a carreira de atriz. Índia e acima do peso não seria nada fácil para Beulah atingir o estrelato em Hollywood, estrelato praticamente proibido para índios e negros nos anos 40. Beulah apareceu pela primeira vez no cinema em “Paixões em Fúria”, em 1948 dirigido por John Huston. Esse excelente drama policial noir é estrelado por Humphrey Bogart, Claire Trevor, Edward G. Robinson, Lauren Bacall e Lionel Barrymore. Para Beulah sobrou uma figuração em que ela aparece dentro de um ônibus em meio a outros índios. Aos 40 anos de idade Beulah participaria de um segundo filme que foi “Rio da Aventura”, de Howard Hawks, com Kirk Douglas no papel principal e Beulah interpretando uma dançarina da tribo Blackfoot. Entre as poucas vezes em que era escalada fazendo figuração como índia está “Ardida Como Pimenta”, a clássica comédia-musical com Doris Day. Beulah pode ser vista durante uma apresentação no teatro junto com Howard Keel vestido de índio. Em seguida Beulah fez outras pontas em “Sangue de Mestiço” (com Jeff Chandler) e em “Um Certo Capitão Lokhart” (com James Stewart), ambos westerns de 1955, ano que lhe reservaria o melhor papel de sua vida.

Howard Keel segurando o bebê e Beulah à esquerda no balcão em "Ardida Como
Pimenta"; Beulah no ônibus em "Paixões em Fúria"; Beulah no casamento indigena
em "Um Certo Capitão Lockhart", vendo-se em primeiro plano o padre Frank
DeKova, Cathy O'Donnell e James Stewart.

ATRIZ PELAS MÃOS DE JOHN FORD - Pela primeira vez nas telas em um filme indo além de simples figuração, Beulah Archuletta provou em “Rastros de Ódio” que poderia sim ser melhor aproveitada nas mãos de um diretor como John Ford. Em cena com John Wayne e Jeffrey Hunter, Beulah destacou-se bastante ao criar a delicada índia ‘Ganso Selvagem Voando no Céu’ (Wild Goose Flying in the Sky). A atriz deve ter imaginado que aquele western mudaria sua carreira, até porque o filme fez razoável sucesso, sendo a 8.ª melhor bilheteria do ano nos Estados Unidos. Mas não foi o que aconteceu pois nunca mais Beulah voltou a ter seu nome nos créditos de um filme. Suas demais participações voltaram a ser pequenas ou meras figurações como no western “Pilastras do Céu”, com Jeff Chandler e em “Westward Ho, the Wagons!”, com Fess Parker. Em “Lágrimas de Triunfo”, estrelado por Kim Novak em 1957, pelo menos o personagem de Beulah Archuletta tinha nome (Senhora Horn) ainda que numa participação também diminuta. Nesse mesmo ano Beulah apareceu em “Revólver Mercenário”, western com Rory Calhoun e Chuck Connors.

CENTENÁRIO DE NASCIMENTO - Após quatro anos sem ser chamada para um filme, Beulah fez mais uma figuração no estelar elenco de “A Conquista do Oeste”, encerrando sua participação em filmes. Desconhece-se maiores informações sobre essa atriz, constando apenas em diversos sites sobre cinema, que ela faleceu em Los Angeles no dia 28 de outubro de 1969, aos 57 anos de idade. Para os apaixonados por faroestes, especialmente aqueles que não se cansam de rever “Rastros de Ódio”, a pequena e discreta participação de Beulah Archuletta nesse filme é inesquecível. E é sempre uma alegria incontida revê-la, mesmo em simples figurações nos outros dez filmes em que apareceu. E é também inevitável exclamar: “Olha lá a ‘Look’ de “Rastros de Ódio”. No dia de hoje, 16-8-2012, comemora-se o centenário de nascimento de Beulah Archuletta e alguns poucos descendentes de nativos norte-americanos certamente devem estar comemorando A eles WESTERCINEMANIA se irmana.

Martin Pawley compra um cobertor e pelo costume comanche 'ganha' a
esposa Wild Goose Flying in the Sky; Martin e Ethan Edwards percebem
que são seguidos pela esposa de Martin.
Ethan percebe que a índia sabe a respeito do chefe comanche Cicatriz (Scar).



Um comentário:

  1. Claudio Soares da Costa8 de março de 2013 22:16

    Que amor você ter se lembrado desta docura. Isto não é para qualquer um. Parabens pelo que você escreveu e por ter lembrado de uma criatura graciosa, pelo menosw neste filme.

    ResponderExcluir