UMA REVISTA ELETRÔNICA QUE FOCALIZA O GÊNERO WESTERN

7 de novembro de 2013

ESTANTE DE FAROESTE - “TRUE WEST” APONTA OS 101 WESTERNS MAIS SIGNIFICATIVOS


Lançado em 2008 pela TCU Press (Fort Worth, Texas), o livro “True West” de autoria de Michael Barson é um daqueles presentes que todo fã de westerns gostaria de ganhar no Natal que se aproxima. Com o subtítulo ‘An Illustrated Guide to the Heyday of the Western’ (Um Guia Ilustrado do Apogeu do Western) o autor demonstra a importância do gênero na sua infância, adolescência e fase adulta. Barson dividiu o livro em oito capítulos e os títulos desses capítulos indicam a proposta da obra:
Capítulo I – Como um garoto de Massachussetts sonhava ser ‘Rowdy Yates’ (personagem interpretado por Cint Eastwood na série de TV “Rawhide”).
Capítulo 2 – Profusão de cowboys: Gene, Roy e toda a turma destemida.
Capítulo 3 – Hollywood cavalga pela pradaria.
Capítulo 4 – Tiroteio no Curral TV.
Capítulo 5 – 100 anos da grande literatura western
Capítulo 6 – Canções da campina aberta.
Capítulo 7 – Tudo em cores por dez centavos (a dime) – Os grandes clássicos dos gibis.
Capítulo 8 – Botas e selas – Uma galeria da moda dos cowboys.

Pôster de página inteira do filme
"       ", com Tom Mix.
Agradável passeio pelo faroeste - As 180 páginas de “True West” são fartamente ilustradas por 230 fotos em cores fazendo do livro uma festa para os olhos de qualquer westernmaníaco ou mesmo para um cinéfilo ‘normal’. As fotos, cinco delas em página dupla e muitas em página inteira, são de pôsters de faroestes, capas de livros, capas de gibis, capas de revistas, propagandas e pinturas. Algumas dessas páginas merecem até serem transformadas em quadros para decoração. Com formato 28x22 cm, no aspecto de ilustração “True West” é um livro incomparável, valorizado pela excelente qualidade do papel na impressão. Michael Barson conta que assistia, ainda pequeno, “Rawhide” e “Caravana” pela TV nos anos 60, devendo portanto o autor ter já passado dos 60 anos de idade quando elaborou “True West”. Mesmo assim ele faz um belo apanhado do que foram as ‘Saturday Afternoons’ com os westerns B, passando em seguida para as séries westerns que predominavam na TV. Os principais escritores de histórias sobre o Velho Oeste, assim como seus livros e roteiros para filmes têm amplo espaço, e também cantores que emolduraram o gênero com o melhor da cowboy-music. Os comic-books não foram esquecidos por Barson, que relembra gibis clássicos com mocinhos inesquecíveis como Bronco Pyler e Flecha Ligeira, entre outros. 

Capas de livros de histórias de faroestes.

Alguns das dezenas de pôster de westerns.
101 faroestes importantes - O maior número de páginas de “True West” é dedicado à lista dos 100 mais significativos filmes do gênero western, segundo a opinião pessoal do autor. Abre-se com isso a inevitável possibilidade de discussão pois os critérios levados em conta por Barson para listar os mais significativos é bastante discutível. Sem falar que ele entende que “Assim Caminha a Humanidade”, “Sete Noivas para Sete Irmãos”, “Bonita e Valente”, “Oklahoma” e “a Última sessão de Cinema” são faroestes. Michael Barson deixa de fora filmes importantes e que possuem fãs ardorosos, entre eles “Da Terra Nascem os Homens” e “Vera Cruz”, ambos, por sinal, também não foram listados entre os cem melhores westerns do livro “The 100 Greatest Westerns of All Time”, editado pela American Cowboy Magazine e comentado nesta seção “Estante de Faroeste”. Barson preferiu considerar como mais importantes “Dois Caipiras Ladinos” (com Laurel & Hardy) e “Harlem on the Prairie”, este último dirigido pelo inexprimível Sam Newfield diretor de mais de 200 faroestes B. Outra curiosidade da lista de Barson é que ela não obedece ordem de classificação, sendo os filmes listados pelo ano de lançamento. E que dificuldade deve ter encontrado o autor para não conseguir fechar sua lista com o número redondo de cem faroestes, preferindo publicá-la com 101 filmes. Barson não explica qual a razão da ausência da lista dos faroestes produzidos após 1972, mesmo aqueles que ganharam prêmios Oscar como “Imperdoáveis” e “Dança com Lobos”. E o autor se refere elogiosamente a “Pistoleiros do Oeste” (Lonesome Dove) e a “Pacto de Justiça” (Open Range), entre outros westerns pós-1972. Eis a lista dos 101 mais significativos westerns do livro “True West”:

01)  A Grande Jornada (The Big Trail), 1930 – Raoul Walsh
02)  Cimarron (Cimarron), 1931 – Wesley Ruggles
03)  Na Mira de um Coração (Annie Oakley), 1935 – George Stevens
04)  O Último dos Moicanos (The Last of the Mohicans), 1936 – George B. Seitz
05)  Jornadas Heróicas (The Plainsman), 1936 – Cecil B. DeMille
06)  O Último Romântico (Rhythm on the Range), 1936 – Norman Taurog
07)  Harlem on the Prairie, 1937 – Sam Newfield
08)  Dois Caipiras Ladinos (Way Out West), 1937 – James W. Horne
09)  Uma Nação em Marcha (Wells Fargo), 1937 – Frank Lloyd
10)  O Guarda Vingador (The Lone Ranger), 1938 – John English/William Witney [Seriado]
11)  Atire a Primeira Pedra (Destry Rides Again), 1939 – Fritz Lang
12)  Uma Cidade que Surge (Dodge City), 1939 - Michael Curtiz
13)  Ao Rufar dos Tambores (Drums Along the Mohawk), 1939 – John Ford
14)  Jesse James (Jesse James), 1939 – Henry King
15)  No Tempo das Diligências (Stagecoach), 1939 – John Ford
16)  Aliança de Aço (Union Pacific), 1939 – Cecil B. DeMille
17)  Comando Negro (Dark Command), 1940 – Raoul Walsh
18)  Gerônimo (Geronimo), 1940 – Paul Sloane
19)  A Marca do Zorro (The Mark of Zorro), 1940 – Rouben Mamoulian
20)  A Estrada de Santa Fé (Santa Fé Trail), 1940 – Michael Curtiz
21)  O Galante Aventureiro (The Westerner), 1940 – William Wyler
22)  Formosa Bandida (Belle Star), 1941 – Irving Cummings
23)  Quero-te Como És (Honky Tonk), 1941 – Jack Conway
24)  O Intrépido General Custer (They Died with their Boots On, 1941 – Raoul Walsh
25)  Os Conquistadores (Western Union), 1941 – Fritz Lang
26)  A Indomável (The Spoilers), 1942 – Ray Enright
27)  O Proscrito (The Outlaw), 1943 – Howard Hughes
28)  Consciências Mortas (The Ox-Bow Incident), 1943 – William A. Wellman
29)  Duelo ao Sol (Duel in the Sun), 1946 – King Vidor
30)  Paixão dos Fortes (My Darling Clementine), 1946 – John Ford
31)  Sua Única Saída (Pursued), 1947 – Raoul Walsh
32)  Sangue na Lua (Blood on the Moon), 1948 - Robert Wise
33)  Sangue de Heróis (Fort Apache), 1948 – John Ford
34)  O Valente Treme-Treme (The Paleface), 1948 – Norman Z. McLeod
35)  Rio Vermelho (Red River), 1948 – Howard Hawks
36)  Golpe de Misericórida (Colorado Territory), 1949 – Raoul Walsh
37)  Legião Invencível (She Wore a Yellow Ribbon), 1949 – John Ford
38)  Bonita e Valente (Annie Get Your Gun), 1950 – George Sidney
39)  Flechas de Fogo (Broken Arrow), 1950 – Delmer Daves
40)  O Matador (The Gunfighter), 1950 – Henry King
41)  Caravana de Bravos (Wagonmaster), 1950 – John Ford
42)  Winchester 73 (Winchester ’73), 1950 – Anthony Mann
43)  Assim São os Fortes (Across the Wide Missouri), 1951 – William A. Wellman
44)  Correio do Inferno (Rawhide), 1951 – Henry Hathaway
45)  O Sangue Semeou a Terra (Bend of the River), 1952 – Anthony Mann
46)  Matar ou Morrer (High Noon), 1952 – Fred Zinnemann
47)  Paixão de Bravo (The Lusty Man), 1952 – Nicholas Ray
48)  O Diabo Feito Mulher (Rancho Notorius), 1952- Fritz Lang
49)  Viva Zapata! (Viva Zapata!), 1952 – Elia Kazan
50)  O Último Guerreiro (Arrowhead), 1953 – Charles Marquis Warren
51)  Caminhos Ásperos (Hondo), 1953 – John Farrow
52)  O Preço de um Homem (The Naked Spur), 1953 – Anthony Mann
53)  Os Brutos Também Amam (Shane), 1953 – George Stevens
54)  O Último Bravo (Apache), 1954 – Robert Aldrich
55)  Montana, Terra do Ódio (Cattle Queen of Montana), 1954 – Allan Dwan
56)  Rajadas de Ódio (Drum Beat), 1954 – Delmer Daves
57)  Johnny Guitar (Johnny Guitar), 1954 – Nicholas Ray
58)  O Rio das Almas Perdidas (River of No return), 1954 – Otto Preminger
59)  Sete Noivas para Sete Irmãos (Seven Brides for Seven Brothers), 1954 – Stanley Donen
60)  Região do Ódio (The Far Country), 1954 – Anthony Mann
61)  Um Certo Capitão Lockhart (The Man from Laramie), 1955 – Anthony Mann
62)  Oklahoma (Oklahoma), 1955 – Fred Zinnemann
63)  Nas Garras da Ambição (The Tall Man), 1955 – Raoul Walsh
64)  Assim Caminha a Humanidade (Giant), 1956 – George Stevens
65)  Ao Despertar da Paixão (Jubal), 1956 – Delmer Daves
66)  Rastros de Ódio (The Searchers), 1956 – John Ford
67)  Sete Homens Sem Destino (Seven Men from Now), 1956 – Budd Boetticher
68)  Renegando meu Sangue (Run of the arrow), 1957 – Samuel Fuller
69)  Sem Lei e Sem Alma (Gunfight at the OK Corral), 1957 – John Sturges
70)  Galante e Sanguinário (3:10 to Yuma), 1957 – Delmer Daves
71)  O Homem do Oeste (Man of the West), 1958 – Anthony Mann
72)  Onde Começa o Inferno (Rio Bravo), 1959 – Howard Hawks
83)  Jogadora Infernal (Heller in Pink Tights), 1960 – George Cukor
74)  Fúria no Alasca (North to Alaska), 1960 – Henry Hathaway
75)  Sete Homens e um Destino (The Magnificent Seven), 1960 – John Sturges
76)  O Passado não Perdoa (The Unforgiven), 1960 – John Huston
77)  A Face Oculta (One-Eyed Jacks), 1961 – Marlon Brando
78)  A Conquista do Oeste (How the West Was Won), 1962 – John Ford, Henry Hathaway, George Marshall
79)  O Homem que Matou o Facínora (The Man Who Shot Liberty Valance), 1962 – John Ford
80)  Pistoleiros do Entardecer (Ride the High Country), 1962 – Sam Peckinpah
81)  O Indomado  (Hud), 1963 - Martin Ritt
82)  Por um Punhado de Dólares (Per un Pugno di Dollari), 1964 – Sergio Leone
83)  Dívida de Sangue (Cat Ballou), 1965 – Elliot Silverstein
84)  Juramento de Vingança (Major Dundee), 1965 – Sam Peckinpah
85)  Os Profissionais (The Professionals), 1966 - Richard Brooks
86)  A Marca da Forca (Hang ‘em High), 1968 – Ted Post
87)  E o Bravo Ficou Só (Will Penny), 1968 – Tom Gries
88)  Era uma Vez no Oeste (C’Era una Volta Il West), 1968 – Sergio Leone
89)  Butch Cassidy (Butch Cassidy and the Sundance Kid), 1969 – George Roy Hill
90)  Bravura Indômita (True Grit), 1969 – Henry Hathaway
91)  Meu Ódio Será Sua Herança (The Wild Bunch), 1969 – Sam Peckinpah
92)  O Pequeno Grande Homem (Little Big Man), 1970 – Arthur Penn
93)  Um Homem Chamado Cavalo (A Man Called Horse), 1970 – Elliot Silverstein
94)  Um Homem Difícil de Matar (Monte Walsh), 1970 – William A. Fraker
95)  A Última Sessão de Cinema (The Last Picture Show), 1970 – Peter Bogdanovich
96)  Onde os Homens são Homens (McCabe & Mrs. Miller), 1971 – Robert Altman
97)  Os Dois Indomáveis (Wild Rovers), 1971 – Blake Edwards
98)  O Estranho Sem Nome (High Plains Drifter), 1972 – Clint Eastwood
99)  Mais Forte que a Vingança (Jeremiah Johnson), 1972 – Sidney Pollack
100)  Roy Bean, o Homem da Lei (The Life and Times of Judge Roy Bean), 1972 – John Huston
101)  Dez Segundos de Perigo (Junior Bonner), 1972 – Sam Peckinpah

O autor Michael Barson fala dos cantores mais importantes da cowboy-music
e seus principais discos.

Belas capas de gibis e de pocket-books de faroestes.

Mocinhos dos comic-books que chegaram ao Brasil.

Um comentário: