UMA REVISTA ELETRÔNICA QUE FOCALIZA O GÊNERO WESTERN

23 de maio de 2013

ESTANTE DE FAROESTE - ROCKY LANE, PARA ALEGRIA E TRISTEZA DOS FÃS


Roy Rogers foi indiscutivelmente ‘O Rei dos Cowboys’ no cinema e na TV. Mas muitos fãs brasileiros preferiam (e ainda preferem) Rocky Lane como herói dos eletrizantes ‘Bezinhos’ das matinês dominicais dos anos 40 e 50. Isto sem falar dos gibis que traziam igualmente saborosas aventuras de Rocky Lane na sua revista mensal que rapidamente se esgotava nas bancas. Quando os fãs de Rocky Lane souberam que seria lançado um livro sobre seu mocinho favorito a alegria foi grande, ainda mais porque David Rothel era o autor do livro. Rothel era já conhecido por obras como “Who Was That Masked Man?” (seu primeiro livro) focalizando The Lone Ranger, “The Singing Cowboys”, “Those Great Cowboys Sidekicks”, “The Gene Autry Book” e “The Roy Rogers Book”. Mas a aquisição do novo livro de David Rothel, intitulado “Allan ‘Rocky’ Lane – Republic’s Action Ace” trouxe uma ponta de tristeza para os fãs de Rocky Lane.


Allan Lane no western "Quadrilha do Inferno",
 ao lado de Rodolfo Acosta
Rocky Lane nas mãos de colecionadores - Como a falta de informações era grande nos anos 60, ninguém entendia porque a carreira de Allan ‘Rocky’ Lane fora praticamente encerrada com o final da série de filmes que o ator fez para a Republic. Posteriormente, no cinema, Allan Lane foi visto somente em pequenas participações nos faroestes “Meu Sangue por Minha Honra” (com Rory Calhoun) e em “Com o Dedo no Gatilho” e “Quadrilha do Inferno” (ambos com Audie Murphy). Dizia-se que Allan Lane sobrevivia emprestando sua bela voz a um cavalo na série de TV “Mr. Ed”, mas o nome do ator não aparecia nos créditos, deixando dúvida sobre esse pouco honroso trabalho. E a mais triste das notícias foi quando se soube, em 1973, que Allan ‘Rocky’ Lane havia falecido, praticamente esquecido, aos 69 anos de idade. Os fãs norte-americanos tinham mais sorte pois podiam rever Rocky Lane na televisão em canais que exibiam Westerns B. Alguns poucos fãs brasileiros, como o Dr. Aulo Barretti, Nelson Pecoraro, Archimedes Lombardi e Ângelo Paulino, conseguiram salvar da destruição filmes em 16 mm de Rocky Lane. Esses filmes eram exibidos em circuitos fechadíssimos apenas para os amigos dos colecionadores. Finalmente chegou o revolucionário Video System Record – VHS, a nossa ‘fita de vídeo’ – que permitiu que cada vez mais fãs matassem a saudade de seu mocinho preferido. E finalmente chegou o esperado livro de David Rothel.

Uma das clássicas fotos de Allan Rocky Lane.
Livro escrito em parceria - David Rothel percorreu o mesmo caminho de todo fã nostálgico, mas com o farto material que tinha em mãos e com seu dom para escrever, juntou-se aos autores que supriam o mercado editorial com livros sobre filmes e atores que fizeram a alegria das inesquecíveis matinês. Nos Estados Unidos elas ocorriam aos sábados e eram chamadas de ‘Saturday Afternoon’. Para escrever o livro “Allan ‘Rocky’ Lane – Republic’s Action Ace”, David Rothel juntou-se a Chuck Thorton, autor que havia compilado toda a filmografia de Allan Lane em seu livro “The Western Adventures of Allan Lane”. Coube a David Rothel comentar, através de ótimos textos, os sete capítulos que compõem esse livro sobre Rocky Lane. “Allan ‘Rocky’ Lane – Republic’s Action Ace”  traz, além da biografia do ator, sua filmografia completa, com elenco, ficha técnica, data de lançamento e a duração de cada filme, além de fotos ilustrativas. Acompanham as fichas uma detalhada sinopse, cada uma ocupando meia página. Outro capítulo fala da participação de Lane na série “Mr. Ed” e o capítulo final é um ‘scrapbook’ (variedades) com muitas curiosidades sobre o ator. No total o livro tem mais de 200 fotos de Rocky Lane, fotos que certamente trouxeram muita alegria aos fãs.

Uma das muitas fotos de filmes do livro. Rocky Lane dando ao bandido
Boyd 'Red' Morgan o que ele merece em 
 "Povoado Assombrado"
(Thundering Caravans), de 1952.

David Rothel acima com William Witney
e abaixo com Yakima Canutt.
Imagem negativa - O Capítulo N.º 6 de “Allan ‘Rocky’ Lane – Republic’s Action Ace”  é aquele que explica quem era Allan ‘Rocky’ Lane e por que ele teve o melancólico final de carreira . David Rothel entrevistou muitas pessoas que trabalharam com Allan Lane. Entre elas Yakima Canutt, Kay Aldridge, Peggy Stewart, Twinkle Watts, Marshall Reed, Terry Frost, Tristram Coffin, Duncan Renaldo, House Peters Jr., Walter Reed e os diretores R.G. Springsteen e William Witney. De um modo geral a imagem de Allan Lane resultante desses depoimentos é a de alguém antipático, arrogante, desinteressado em fazer amizades, perfeccionista ao extremo. Mas quase todos lembraram seu profissionalismo. Esse temperamento e comportamento de Allan Lane explica a razão de tantas portas terem sido fechadas para ele quando, aos 44 anos de idade, deixou de ser o mocinho ‘Rocky Lane’ na série que estrelava para a Republic Pictures.

Um prolífico autor - Editado pela Empire Publishing, “Allan ‘Rocky’ Lane – Republic’s Action Ace”  tem 180 páginas em preto e branco, capa dura e mais de 200 fotos de excelente qualidade. O livro tem 29cm (altura) por 22cm (largura). David Rothel lançou posteriormente biografias de Tim Holt, Lash La Rue (Don Chicote) e Richard Boone. É também de autoria de David Rothel “The Case Files of the Oriental Sleuths” (sobre os detetives orientais Mr. Moto, Mr. Wong e Charlie Chan). Outros livros de David Rothel sobre nostalgia cinematográfica são “Opened Time Capsules – My Vintage Conversations With Show Business Personalities” e “The Great Show Business Animals”. Fãs dos Westerns B vão gostar do livro. Fãs de Rocky Lane terão prazer em cada página, menos aquelas do Capítulo 6.

Fotos do Capítulo 'Scrapbook', com as últimas fotos de Allan Lane.




11 comentários:

  1. Prezado Darci,

    O novo livro sobre Allan "Rocky" Lane - Mystery Cowboy de Bobby Copeland, lançado neste ano nos Estados Unidos é excelente. Está no mesmo nível do de David Rothel e tem muitas informações.

    Para quem se interessar pode solicitar ao Bobby Copeland por
    e-mail: bobbycopeland@comcast.net, custo para o Brasil $ 39.00 USD.

    Mario Peixoto Alves

    ResponderExcluir
  2. Olá, Mário
    Que ótima informação essa sua. tenho certeza que todos os fãs de Rocky Lane vão querer adquirir o livro. E há ainda, sobre Rocky Lane, o livro daquela autora norte-americana, que neste blog, anunciou que estava escrevendo. Vale pesquisar para saber se já foi lançado.
    Um abraço do Darci

    ResponderExcluir
  3. Olá Darci.
    Tenho alguns filmes do Rocky Lane e duvido que alguém não se impressione com a sua agilidade nas lutas e um cavalgar perfeito, no seu cavalo preto luxuosamente "arreado", sempre em alta velocidade. Quando os "mocinhos" realmente eram reais, sem truques.
    Abraço-Joailton

    ResponderExcluir
  4. Pois é, Joailton
    Imagine o que significava para a criançada dos anos 50 sair do cinema após assistir aos filmes de Rocky Lane e depois se deleitar com as aventuras do gibi 'Rocky Lane Magazine'. Este foi o maior dos mocinhos para muita gente.
    Abraços do Darci

    ResponderExcluir
  5. OS BOMS TEMPOS DO CINEMA JÁ SE FORAM, AS CRIANÇADAS SE VIBRAVAM COMS OS FILMES DE FAROESTE, COMEDIAS DE GORDO E O MAGRO, OS TRES PATETAS ETC. FOI O MEU EM QUE APROVETEI BASTANTE, INFELISMENTE HOJE AS CRIANÇAS NÃO TEM ESSAS REALIDADES ,

    ResponderExcluir
  6. Ótima matéria sobre Allan "Rocky" Lane, mas, com o único intuito de colaborar, sugiro corrigir o ano de nascimento de Allan Lane, de 1904 para 1909. Assim sendo ele faleceu aos 65 anos.

    ResponderExcluir
  7. Este blog publicará brevemente uma matéria a respeito da controvérsia da data de nascimento de Allan 'Rocky' Lane, que varia conforme a fonte.
    Darci

    ResponderExcluir
  8. grande allan rocky lane o heroi da gurizada, na minha infancia li muito as revistas do saudoso cowboy das velhas e saudosas matines edgar

    ResponderExcluir
  9. Só fico triste de ele não ter sido mais humilde,se tivesse com certeza teria um final de carreira mais longo.Mas ninguém é perfeito mesmo....

    ResponderExcluir
  10. eu era fã dele com as revistas e dos filmes nas matines da cidade de são pedro, brasil, tempos bons aquele que saldades das revistas e dos filmes com ele fica aqui a recordação de um grande fã dele , obrigado a todos em 2/2/2016

    ResponderExcluir