UMA REVISTA ELETRÔNICA QUE FOCALIZA O GÊNERO WESTERN

11 de março de 2015

A COMPOSIÇÃO DO GRANDE ELENCO DE “TOMBSTONE” (A JUSTIÇA ESTÁ CHEGANDO)


Acima Kurt Russell e abaixo
Richard Gere.
No início dos anos 90 Hollywood criou entre os fãs de westerns uma expectativa que o gênero voltaria a ser produzido em maior escala, como em décadas passadas. Foram produzidos os excelentes faroestes “Dança com Lobos” (Dances with Wolves) em 1990 e “Os Imperdoáveis” (Unforgiven) em 1992; o muito bom “Gerônimo, Uma Lenda Americana” (Geronimo: An American Legend) em 1993; o regular “Wyatt Earp” em 1994 e o fraco “Wild Bill” em 1995. Entre estes filmes houve outro ainda sobre o lendário duelo travado em 1881 no Curral OK entre os irmãos Earp e Doc Holliday contra um grupo de foras-da-lei. O western foi intitulado “Tombstone” e o que mais chamou à atenção durante a pré-produção foi a formação do grande elenco. Para interpretar Wyatt Earp pensou-se inicialmente em Richard gere mas ainda bem que descobriram que de cowboy Gere tem bem pouco. Foi escolhido Kurt Russell, ator então em grande evidência acumulando sucessos como “Fuga de Nova York” e “Backdraft - Cortina de Fogo”. Kurt Russell, filho do ator Bing Russell, começou no cinema ainda criança, aos 11 anos, chutando a canela de Elvis Presley em “Loiras, Morenas e Ruivas” e nunca mais deixou de fazer filmes e séries de TV. Kurt se tornou astro com “Carros Usados”, comédia de 1980. Restava à produção de “Tombstone” compor o elenco repleto de personagens.

Acima Val Kilmer e abaixo
Willem Dafoe.
De Jim Morrison a Doc Holliday - O primeiro nome apontado para interpretar Doc Holliday foi o de Willem Dafoe, que foi vetado pela Buena Vista (Walt Disney) devido à polêmica gerada pelo filme “A Última Tentação de Cristo”, no qual Dafoe interpreta Jesus. O papel de Doc Holliday ficou então para Val Kilmer que em 1991 havia personificado o cantor Jim Morrison no filme biográfico “The Doors”. Sam Elliott, mais conhecido por seus trabalhos na televisão foi contratado para ser Virgil Earp enquanto Morgan, o terceiro irmão Earp, foi interpretado por Bill Paxton. Em “Frank & Jesse”, western de 1995, Bill Paxton interpretaria o bandido Frank James. Robert Mitchum deveria interpretar Newman Haynes Clanton, o Old Man Clanton interpretado por Walter Brennan em “Paixão dos Fortes” (My Darling Clementine), de John Ford. Porém Mitchum sofreu uma queda de cavalo antes do início das filmagens e o personagem Old Man Clanton foi simplesmente excluído, mesmo porque Clanton havia morrido em 13 de agosto de 1881, antes portanto do tiroteio no Curral OK, ocorrido em 26 de outubro de 1881. Glenn Ford, outro veterano ator de Hollywood foi sondado para interpretar o Marshal Fred White, mas as condições físicas de Glenn Ford não permitiram sua participação. Ford foi substituído por Harry Carey Jr., ator que participou de diversos westerns dirigidos por John Ford, que era seu padrinho de batismo. Charlton Heston interpretou em “Tombstone” um fazendeiro que abriga Doc Holliday que fora baleado. Heston estava com 70 anos quando das filmagens de Tombstone.

Bill Paxton e Sam Elliott.

Charlton Heston a cavalo em "Tombstone"; Robert Mitchum e Glenn Ford;
à direita Harry Carey Jr.

A vaidade de Mickey Rourke - O líder dos Cowboys, bando armado que aterroriza Tombstone é Curly Bill Brocius, interpretado por Powers Boothe, que seria visto anos depois na série de televisão “Deadwood”. Mickey Rourke deveria interpretar o bandido Johnny Ringo, mas Rourke não aceitou ter seu nome nos créditos atrás dos nomes dos intérpretes de Wyatt e Doc. Michael Biehn, de “Aliens, o Resgate” e “O Segredo do Abismo” é quem foi contratado para ser o pistoleiro Johnny Ringo. Anos mais tarde Michael Biehn interpretou 'Chris' na série de TV "The Magnificent Seven". Stephen Lang, que havia atuado em “Anjos Assassinos” (Gettysburg) e interpretaria o General Thomas ‘Stonewall’ Jackson em “Deuses e Generais” (Gods and Generals), ambos épicos feitos para a televisão sobre a Guerra Civil norte-americana interpretou Ike Clanton. Jason Priestley, da série de TV “Barrados no Baile”, que fazia enorme sucesso, assinou com a produção para interpretar Billy Breckinridge, jovem sensível que se sente atraído pelo ator Mr. Fabian. Billy Zane, que interpretaria O Fantasma no filme de 1996 sobre o herói dos quadrinhos criado por Lee Falk é Mr. Fabian em “Tombstone”. Billy Zane apareceu com destaque também no sucesso “Titanic”.

Acima Michael Biehn e Powers Boothe; abaixo Stephen Lang, Jason Priestley,
Billy Zane e Mickey Roourke.

Billy Bob Thornton
Um Wyatt Earp de verdade - O colecionador de ex-esposas (cinco, entre elas Angelina Jolie) Billy Bob Thornton fez um papel pequeno como Johnny Tyler, valentão humilhado por Wyatt Earp. Michael Rooker, ator especialista em interpretar vilões, é Sherman McMasters, personagem que em “Tombstone” passa do bando dos Cowboys para o lado da lei, juntando-se a Wyatt Earp e a Doc Holliday. O veterano Buck Taylor, que atuou em 174 episódios da série “Gunsmoke”, também ajuda Wyatt Earp a exterminar o bando dos Cowboys. O mesmo fez Peter Sherayko como Texas Jack Vermillon. Pedro Armendariz Jr., filho do famoso ator mexicano, aparece no início do filme como o padre que celebra o casamento. Christopher Mitchum, filho de Robert Mitchum e um dos filhos de John Wayne em “Jake, o Grandão” (Big Jake,) é um vaqueiro da fazenda de Henry Hooker (Charlton Heston). Frank Stallone, músico de sucesso e irmão de Sylvester Stallone, tem participação como o xerife Ed Bailey, de Tombstone. Uma curiosidade é a presença de Wyatt Earp, parente distante do Wyatt Earp que se tornou célebre. Esse sobrinho do delegado de Tombstone interpretou Billy Clairbone.

Michael Rooker à esquerda; Buck Taylor e Peter Sherayko;
Pedro Armendariz Jr. e Christopher Mitchum.

As mulheres em “Tombstone” - Os papéis femininos ficaram com Joanna Pacula (Kate, a namorada de Doc Holliday); Dana Delany (a atriz Josephine Marcus, amante de Wyatt Earp); Lisa Collins e Paula Malcomson (respectivas esposas de Virgil e Morgan); e Dana Wheller-Nicholson (Mattie Earp, a esposa de Wyatt viciada em láudano).

À direita Dana Delany, Joanna Pacula, Lisa Collins, Paula Malcomson
e Dana Wheler-Nicholson.

Wyatt Earp (parente distante do verdadeiro Wyatt Earp) e Frank Stallone,
irmão de Sylvester Stallone.


4 comentários:

  1. Oi, Darci!
    Eu era adolescente na época, mas me lembro que, antes do lançamento, "Wyatt Earp" era muito esperado pelas revistas especializada, como a Set, por exemplo. Afinal, o filme seria estrelado pelo então grande astro Kevin Costner, um dos "ressuscitadores" do western, com seus vários Oscars e o sucesso de bilheteria de "Dança com Lobos"; seria dirigido por Lawrence Kasdan, repetindo a parceria com Costner no sensacional faroeste "Silverado", além de ter escrito e dirigido vários sucessos dos anos 1980; no elenco haveria ainda o recém-oscarizado Gene Hackman, pelo premiadíssimo "Os Imperdoáveis", e Dennis Quaid, de quem viviam comentando como havia emagrecido para interpretar Doc Holliday. Já "Tombstone", a maioria se referia como apenas "mais um filme sobre Wyatt Earp e o duelo no OK Curral", com participação do "difícil" Val Kilmer e dirigido por George Pan Cosmatos, cujo nome a maioria da crítica execrava por ter dirigido dois sucesso do anos 1980 de Sylvester Stallone, "Rambo II- A Missão" e "Stallone Cobra". Após ambos estrearem, "Wyatt Earp" era geralmente referido como um filme "longo demais", "pretensioso", "cansativo" e por aí vai. Já "Tombstone" era "divertido", "dinâmico", "honrava a tradição dos clássicos do gênero", e só se via elogios para interpretação de Val Kilmer "que "roubava a cena", no que concordo, na minha opinião, ele é o melhor dos Hollidays, apesar que ainda não vi Jason Robards em " A Hora da Pistola" e Stacy Keach em "Massacre de Pistoleiros". Aliás, acho todo o elenco irretocável, só de pensar que no ridículo Mickey Rourke, como Ringo, dá tristeza, basta ver como ele é canastra como o vilão de um faroeste que ele estrelou na mesma época, "Os Últimos Foras-da-Lei" Pois é, " Wyatt Earp" e "Tombstone" são perfeitos exemplos de que não se deve julgar o produto pela embalagem.
    Abraço.

    Robson

    ResponderExcluir
  2. Amigo Darci, parabéns pela excelente resenha ! Realmente dois ótimos filmes para nós, apaixonados, conhecermos mais a fundo a história da pitoresca cidade de Tombstone. Eu particularmente gostei mais de Tombstone, pelo elenco caprichado e pelos fatos históricos, e, devo acrescentar que os moradores de Tombstone e mesmo os americanos em geral veneram esse filme e endeusam os atores que tão bem vestiram seus personagens. Obrigado pela aula de cinema !! Grande abraço do irmão Beto "Monty" Nista.

    ResponderExcluir
  3. Darci, li e gostei da resenha. as curiosidades são muitas, e eu já assisti várias vezes procurando o Charlton Heston, e quando achei, fiquei duvidando, e não cheguei a conclusão. Parabéns amigo, belo trabalho, vou programar e revê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  4. Darci, fiz esses dois comentários acima lembrando que dias atrás comentei, mas, ao publicar não cliquei em anônimo, e não publicou. Aí comentei no face, e não voltei ao ao blog, como havia pensado. Tudo de bom aí com você amigo. Do Mineiro Paulo...bom final de semana.

    ResponderExcluir