UMA REVISTA ELETRÔNICA QUE FOCALIZA O GÊNERO WESTERN

23 de outubro de 2012

WESTERN CLIP MANIA - "OS ABUTRES TÊM FOME"


Mais conhecido pelas memoráveis trilhas compostas para filmes italianos,
especialmente os spaghetti-westerns, Ennio Morricone compôs também
ricas trilhas sonoras para filmes norte-americanos. Entre estas, uma
das mais criativas é a do faroeste de Don Siegel "Os Abutres têm Fome"
(Two Mules for Sister Sara). Vale à pena ver o clip abaixo.

video

5 comentários:

  1. Os Abutres Tem Fome passou dezenas de vezes na tv aberta, mas isso não tira a qualidade do divertimento.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Prezado Darci,

    Parece-me que "Os Abutres Têm Fome" (Two Mules For Sister Sara) foi o quinto filme e o quarto western que Clint Eastwood realizou nos Estados Unidos após o seu sucesso na Europa com os filmes dirigidos por Sérgio Leone.

    O Diretor Donald Siegel como todos sabem foi o mentor de Clint Eastwood para torná-lo, também, diretor de grande sucesso inclusive aceitou fazer uma ponta em "Perversa Paixão" (Play Misty for Me) filme de estréia de Eastwood na direção.

    "Os Abutres Têm Fome" (Two Mules for Sister Sara,)além de Eastwood e McLaine, da trilha sonora de Ennio Morricone, da direção de Donald Siegel, tem a história ou estória da autoria de Budd Boetticher outro grande diretor de westerns.

    Pode-se dizer que pelas credenciais acima "Os Abutres Têm Fome" é um ótimo entretenimento devido, também, a algumas surpresas na narrativa e principalmente pelas duas mulas que acompanham a Irmã Sara.

    Mario Peixoto Alves

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mário. Entre em contato comigo, por favor, pelo e-mail darci.fonseca@yahoo.com.br. Um abraço e obrigado - Darci.

      Excluir
  3. Grande Darci,

    Realmente, a música é incrível. Muito Boa.

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  4. Ennio Morricone, entre todos os compositores do cinema, é o meu preferido. Não só por sua música experimental e que trouxe grande desenvolvimento para a arte de compor trilhas sonoras cinematográficas (nos dois sentidos, se é possível), mas ainda por sua gratidão, reconhecendo a importância que Leone tem em sua carreira, para o que muita gente como Eastwood dá um pouco de ombros, talvez por seu comportamento um tanto estoico. Na verdade, a parceria Leone/Morricone foi um das mais criativas da história do cinema. Não satisfeito, Morricone foi além e criou uma obra musical monumental para o cinema. Realmente um gênio.

    Abraço!

    Vinícius Lemarc

    ResponderExcluir